sexta-feira, 20 de março de 2015

Arqueiro


Pintura rupestre - imagem do Google


Flecha que me adentra,
Quem é o seu arqueiro?
Lançou-a ele a mim ou
Cruzei o seu caminho?

De novo a arranco fora
E sangramos qual poesia
Que se escreve a exaurir-me
Para ser plena sem mim.