segunda-feira, 19 de maio de 2014

Os Olhos do Bilheteiro




Imagem: releitura da obra Cabeça de Mulher, de Picasso.
Fonte: www.mestresdapintura.com.br



No caminho azul-esverdeado,
Um bilheteiro solitário
Tem olhos a perguntar:
Vais ficar?
Não.
Então, passa.

Um passo, outro passo e paro
E os olhos do bilheteiro
Lançam nova pergunta:
Vais seguir?
Não.
Que lástima.

Se parte de mim se prostra
Se a outra parte tem asas
Quebro-me se fico ou passo
Parto-me.
Vou
E sigo aqui.

Avante vou em pedaços
Envolta em braços ausentes
Carregando aquele olhar
Ora castanho
Ora verde-mar.