sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Água que passa



Morning on the Seine - Monet

Água que passa eu sou
No mundo que fica
No rio que passa no mundo que passa
Na vida

Dê-me sentido, rio
Dê-me a infinitude
Da vida que nasce de mim nesse corpo
Que fica

Imponha-me suas pedras
E ao passar, eu fico
Sigo em seu leito, no curso que é seu
Ou meu seria?